terra

Terra de Passagem: África, 1830. Foulah, um mercador de escravos da elite africana presencia seu forte na costa da África ser atingido e destruído por canhões britânicos e ao tentar pedir ajuda a seus aliados e clientes lusitanos, é morto e sua família levada cativa e vendida como escravos no Brasil. O maior desafio de sua esposa Gimbya e de seus filhos: Chaka, Sule, Keita e Njeri será sobreviver ao sistema que antes defendiam.

Terra de Passagem irá fazer aniversário de cinco anos, no próximo dia 29 de Março. Me lembro do dia que tive a ideia de escrever algo sobre as histórias ocorridas durante a escravidão no Brasil. Estava morando em Salvador e iniciei uma verdadeira jornada entre livros especializados no assunto, minhas visitas eram frequentes em museus e locais históricos, tive oportunidade de conhecer o Quilombo de Palmares, minha segunda casa foi durante meses o Arquivo Público de Salvador. Após alguns meses de contatos com historiadores , conheci a minha co-autora Noane Souza, excelente pesquisadora do assunto com pós em história, começando assim, uma rotina de planejamento do roteiro, datas históricas, fichas de personagens, leituras incansáveis…

Tudo preparado, rascunhos e páginas inteiras mas…. não me sentia madura para publicar. Mantive o meu Terra de Passagem guardado em uma pasta, silenciado pela minha autoritária editora interna até esse ano.

Meu objetivo é vencer minha autossabotagem, e ser uma escritora capaz de transmitir com excelência boas histórias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s